quinta-feira, 25 de agosto de 2016

DILMA JÁ FALA EM TOM DE DESPEDIDA


A presidente ré Dilma Rousseff já se dirige em tom de despedida a funcionários do Palácio Alvorada e assessores que ainda restam, incluindo seguranças, pessoal do serviço médico e criadagem. Ela não recebe visitas na maior parte do tempo, e acaba puxando conversa com esses servidores, aos quais tem admitido que sua situação está definida. Até Dilma tem certeza de que o Senado a julgará culpada.

Apesar do dramático isolamento de Dilma, não se percebe lamento nos relatos dos funcionários que transitam no Alvorada.

Dilma tem ido a eventos para seguir o script do documentário sobre o “golpe”, ricamente produzido com dinheiro de origem ainda ignorada.

Funcionários do Alvorada não lamentam a sorte de Dilma, mas ainda resistem ao assédio para gravar depoimentos de elogios a ela.

Defensora do impeachment, a senadora Simone Tebet (PMDB-MS) diz que o retorno da petista levaria ao fundo do poço. “O Brasil não suportaria o retorno de Dilma”, afirma.

Leia mais na coluna do jornalista Claudio Humberto.

PROCURADOR REAFIRMA QUE DILMA COMETEU CRIME DE RESPONSABILIDADE



Diário do Poder

O procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) Júlio Marcelo de Oliveira afirmou nesta quinta-feira, 25, no Senado Federal, que a presidente afastada Dilma Rousseff cometeu crime de responsabilidade ao autorizar abertura de créditos orçamentários suplementares sem autorização do Congresso Nacional. A abertura desses créditos é justamente o que embasa o processo de impeachment da petista.

Ouvido como informante e não mais como testemunha de acusação no julgamento final do impeachment, Oliveira disse que Dilma violou a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que estabelece que os decretos só podem ser abertos mediante autorização do Congresso, órgão competente para autorizar os gastos da União. Além disso, acrescentou, o TCU determinou que os decretos precisam ser compatíveis com a meta fiscal em vigor, o que também não foi observado por Dilma.
(...)

HÉLIO BICUDO CRITICA O PT E LADROAGEM



Em um vídeo divulgado nesta quinta-feira (25) pelo movimento Vem pra Rua, o jurista Hélio Bicudo fez uma tentativa de aliviar a grave situação do Partido dos Trabalhadores, diferenciando o partido dos escândalos que abateram quase todo o comando partidário. Bicudo é um dos autores do pedido de impeachment da presidente-ré Dilma Rousseff, cujo processo final de votação teve início nesta quinta no Senado. O jurista não foi a Brasília para o julgamento por orientação médica.

"Eu acho que o partido tem muita energia no sentido de lutar contra esse estado de coisas que estamos vivendo" afirmou o jurista. Bicudo disse que ingressou no partido e que saiu na sequência quando percebeu que havia interesses de "engordar os bolsos dos participantes (do PT)". "O PT não estava e não está interessado na grandeza do país. Ele está interessado em engordar o bolso de seus participantes. A partir daí, saí do PT e lamento essa história", disse.

Segundo Bicudo, "as pessoas precisam saber o que está acontecendo por debaixo do pano". Ele afirma que o país sofreu muito nas mãos daqueles que se consideram "os donos do país". "Somos sujeitos à vontade e desejo de um punhado de pessoas que se dizem brasileiros, mas que querem usar o Brasil para seu benefício próprio", lamentou.

Ele disse ainda que o afastamento da petista representa a consideração do Brasil como uma "nação democrática". "Não há duvida, Dilma cometeu crimes descritos na Lei penal e de reponsabilidade fiscal. O Brasil não esta mais nas mãos do PT, mas nas mãos do brasileiro", completou.

(Com informações da agência Estado)

Confira o vídeo:

domingo, 21 de agosto de 2016

FUNCIONÁRIOS RECUSAM ELOGIOS A DILMA

FUNCIONÁRIOS DO ALVORADA SE NEGAM A GRAVAR DEPOIMENTOS


Na tentativa de melhorar a imagem de Dilma Rousseff, o que resta de sua assessoria bolou um “plano genial”: gravar funcionários do Palácio da Alvorada elogiando a presidente ré, musiquinha de fundo, com depoimentos destinados a “emocionar” os brasileiros. Mas deu errado. Cansados dos seus gritos e grosserias, todos se recusaram a gravar os pretendidos elogios. A estratégia era divulgar o vídeo nas redes sociais. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A assessoria de Dilma até solicitou equipe da TV pública, paga pelo contribuinte, para gravar “depoimentos emocionados” em favor dela.

Muito pressionada a gravar depoimento elogiando a presidente ré, uma funcionária da cozinha do Alvorada pediu demissão do serviço público.

Fonte do Alvorada explicou que a assessoria de Dilma “exagerou” na pressão, por isso a funcionária reagiu com o pedido de demissão.

São conhecidas as histórias de grosserias de Dilma contra auxiliares, sejam eles ministros, assessores, cabeleireira, segurança ou copeira.

sábado, 20 de agosto de 2016

PT ASSUME POSIÇÃO RADICAL CONTRA O BRASIL

Ao falar do PT, não tem como não mencionar o seu "ranço totalitário" no seu jeito de fazer política culminando com a propagação de um suposto "golpe", deflagrado com a anuência e a colaboração dos três Poderes constitucionais. 

Ou se assume como mentiroso, ou prega a violência contra a ordem estabelecida, ou seja, ao afirmar que está sendo perseguido pelo Estado, essa farsa coloca o partido numa posição truculenta e ao mesmo tempo ridícula contra o Brasil. 
Este é o ponto destacado por Reinaldo Azevedo no texto abaixo. 

The judicial hunt for former president Lula --- La chaisse judiciaire a l'ex-president Lula

“Tiro, porrada e bomba”

Cartilha do PT anuncia rompimento com a democracia e tem de levar à luta armada

O PT tem de ter a coragem de romper com o simulacro de democracia que se vive no Brasil e optar pela luta armada. É o que evidencia uma cartilha que escreveu. A conspiração golpista tomou tal proporção e contaminou de tal sorte a sociedade que os puros, os justos e os éticos nada mais têm a perder senão os grilhões. Onde será o novo Araguaia do futuro Éden?

Há palavras que não se dizem. Há cartas que não se escrevem (imaginem se Getúlio Vargas tivesse sido malsucedido naquele tiro...). Há cartilhas que não se publicam. Feitas determinadas escolhas, por dever de coerência, ou se adere ao ato extremo ou se cai, vencido, de joelhos, aceitando o peso da espada do vencedor.

Ainda que o PT tivesse planejado meticulosamente a sua própria destruição, o ato final não poderia ser mais coerente. Depois de a defesa de Lula ter recorrido à ONU (!) contra a suposta perseguição a seu cliente, o partido elaborou uma cartilha em que falsifica a história em quatro idiomas. Ali se denuncia ao mundo, como vai no título, uma caçada judicial ao ex-presidente, com destaque para cinco verdugos: Sérgio Moro, Rodrigo Janot, Gilmar Mendes, o Congresso e a imprensa.

Notaram? O partido acusa uma conspiração a unir, na prática, os Três Poderes da República – aproximo, no caso, o Ministério Público Federal do Executivo, que seria ocupado por um usurpador – e aquele que se costumava chamar, nas democracias, o "Quarto Poder".

Para que o projeto do partido se realizasse na sua plenitude; para que suas utopias ganhassem consequência; para que as mudanças necessárias se operassem, forçoso seria quebrar as pernas do Congresso, que, afinal, dá um golpe parlamentar; fazer uma limpeza no Judiciário, que aplica a lei de maneira seletiva; pôr, como defendeu Lula, o Ministério Público "no seu devido lugar", cassando-lhe prerrogativas, e censurar a imprensa, que conspira contra o poder popular.

Íntegra aqui

TODOS PRESOS - PT NÃO TERÁ MAIS TESOUREIRO

PARTIDO DECIDE ACABAR COM O CARGO QUE LEVOU 3 PETISTAS À PRISÃO


Temendo a rebordosa das urnas e principalmente a Polícia Federal na porta, o ex-presidente Lula e a cúpula do PT resolveram tomar uma atitude para “evitar escândalos”: extinguir o cargo de Tesoureiro. Ainda não está claro como as finanças do partido serão administradas. A ideia de extinguir o cargo veio da dificuldade de encontrar quem aceite assumi-lo. Os três últimos tesoureiros do PT acabaram na cadeia. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Ao extinguir o cargo de Tesoureiro, o PT lembra a velha piada em que o sofá é culpado pela traição. No caso, o PT joga o sofá pela janela.

A decisão de extinguir o cargo de Tesoureiro só pode ser adotada em convenção nacional do PT que só deve ocorrer em 2017.

Já foram Tesoureiro Nacional do PT os presidiários Delúbio Soares, Paulo Ferreira e João Vaccari Neto.

Uma outra proposta, da facção Mensagem ao Partido, do ex-ministro Tarso Genro, tenta articular a mudança de denominação do PT.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

CORRA, LULA, CORRA!

O mensalão volta a assombrar Lula

O Antagonista (Brasil)

Lembram daquele inquérito que apurava a propina de US$ 7 milhões da Portugal Telecom para o PT no exterior, envolvendo Lula, Zé Dirceu, Antonio Palocci e Miguel Horta?

A PF e o MPF pediram o arquivamento do caso, mas a Justiça Federal discordou e enviou o caso à 5ª Câmara de Coordenação e Revisão, que decidiu agora encaminhar a investigação para a força-tarefa da Lava Jato.

Corra, Lula, corra!