sexta-feira, 22 de junho de 2018

VAQUINHA VIRTUAL DE SKAF SUPERA A DE LULA

A campanha de financiamento coletivo de Paulo Skaf, pré-candidato ao governo paulista pelo MDB, arrecadou cerca de R$ 64 mil no primeiro dia, informa o Painel da Folha.

O valor obtido pelo presidente licenciado da Fiesp supera o de Lula, cuja vaquinha virtual, lançada em 6 de junho, reuniu por volta de R$ 56 mil em 15 horas de funcionamento.

Segundo a assessoria de Skaf, esse valor deve ser somado a R$ 12 mil referentes a boletos que ainda não foram computados na sua página na internet.

LULA PERDEU DE DOIS A ZERO

Nesta sexta-feira, Antonio Palocci teve seu acordo de delação premiada homologado pelo TRF-4 e o STF arquivou o pedido de soltura do presidiário.

Após a decisão do TRF-4 de negar recurso de Lula ao STF, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu retirar de pauta o julgamento de um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que estava previsto para ocorrer na próxima terça pela 2ª Turma da corte.

Leia abaixo o despacho de Fachin sobre o cancelamento.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

O POVÃO AMADURECEU, A ELITE AINDA NÃO SABE



Certo partido, ou seria uma organização criminosa pela quantidade de membros do alto escalão que foram condenados à prisão ou ainda estão sendo investigados, cogitou apresentar um holograma no lançamento de pré-candidatura do chefe da quadrilha. Desistiram, mas faria sentido, pois o dito cujo, considerando seu apelido, é apenas um personagem de ficção, uma página infeliz e infantil de nossa história. O ser de carne, osso e alma do capeta está em cana pagando por seus crimes muito reais.

Enquanto isso, conta-se nos dedos a quantidade de jornalistas que representam uma luz na escuridão do jornalismo encastelado nos estúdios e nas redações. Até mesmo nas redes sociais me deparo com a mediocridade de jornalistas que bloqueiam possíveis fontes simplesmente porque não concordam com sua opinião. 

Para citar um nome que merece respeito, deixo link de um texto publicado na revista Veja, do jornalista J.R. Guzzo, muito pertinente num momento em que a imprensa foge dos fatos. Aliás, isso vem acontecendo desde que se tornou refém da pauta esquerdista. 

Mais importante, porém, que o conteúdo da matéria é o que seus leitores estão comentando sobre o texto. Tratam-se de colocações que confirmam minha modesta opinião sobre o que está acontecendo na corrida eleitoral e que atribuo à reviravolta na preferência dos eleitores. 

A insistência dos esquerdistas em arrastar as correntes do ódio e do eterno desejo de vingança contra os militares resultou numa guinada a alguns valores do que chamam de “direita”, como o respeito aos direitos individuais e a valorização de quem produz. 

Os jovens estão revolucionando e aderindo a um movimento até então execrado pelos ditos formadores de opinião. A moçada resolveu pesquisar e descobriu que o cidadão comum, antes das mudanças dos costumes que, por coincidência ou não, acompanharam a chegada dos partidos de esquerda ao poder, conseguia andar nas ruas sem medo de bandido, as escolas públicas eram de qualidade, as pessoas mais humildes conseguiam comprar sua casa própria, entre outras coisas que se perderam. 

Esses são os relatos de pessoas simples que não viam razão para querer que o Brasil se tornasse uma colônia da União Soviética, como aconteceu com Cuba, isso também fez parte da minha realidade. 

Se, ao invés de viverem presos no passado, as lideranças da esquerda tivessem direcionado o foco de seus discursos no que realmente atende às necessidades de quem paga impostos, não teriam despertado certo passado que já deveria estar enterrado. A pauta “conservadora” da esquerda manteve o passado tão vivo que teima em não enterrar defuntos, enquanto isso a nossa juventude quer mudanças e o resgate da esperança no futuro.

O que os militares têm com isso? As Forças Armadas vêm agindo para evitar uma sucessão de conflitos, o povão sabe disso, não é à toa que se trata da única instituição na qual o povo ainda deposita alguma confiança.

domingo, 10 de junho de 2018

EM QUEM OS BRASILEIROS MAIS CONFIAM?


A instituição em que os brasileiros mais confiam continua sendo as Forças Armadas, como mostra pesquisa Datafolha. A aprovação chega a 78% entre os que confiam pouco ou muito.

O percentual de entrevistados que diz confiar muito nos militares é de 37%. Outros 41% confiam pouco nas Forças Armadas e 20% não confiam.

Entre os índices mais baixos de credibilidade, estão o dos partidos políticos (68% não confiam) e o do Congresso (67%).

PARALISAÇÃO "SEM PARAR"



O TST determinou que pelo menos 75% dos funcionários da Eletrobras deverão trabalhar caso aconteça a paralisação de 72 horas que está prevista para começar amanhã.

A determinação é do ministro Maurício Godinho Delgado que, por considerar o serviço essencial, acredita que o percentual mínimo de trabalhadores em atividade deve ser respeitado.

Caso a decisão do ministro seja descumprida, os sindicatos que representam a categoria pagarão multa de R$ 100 mil por dia.

segunda-feira, 4 de junho de 2018

OS PETISTAS SÃO INCORRIGÍVEIS

Minha Casa, Minha Ditadura

O Antagonista

A petista Ermínia Maricato, que trabalhou para o Ministério das Cidades de Lula, em cargo comissionado, detonou o Minha Casa, Minha Vida, dizendo para a BBC que o programa piorou as cidades e favoreceu as empreiteiras:

“Tivemos um movimento imenso de obras, mas quem o comandou e definiu onde se localizariam não foi o governo federal, e sim interesses de incorporadores e empreiteiras. Esse investimento gigantesco, aliado a uma especulação de terras ciclópica, tornou as cidades ainda mais inviáveis no Brasil.”

Ela disse também que o Minha Casa, Minha Vida beneficiou o crime organizado e que a culpa foi de Dilma Rousseff:

“O DNA do programa vem da ditadura e das empreiteiras, exatamente como Belo Monte”.

Apesar de tudo, porém, Ermínia Maricato acha que “o PT está sendo perseguido pela Justiça – e que Lula foi preso injustamente”.

Os petistas são incorrigíveis.

sábado, 26 de maio de 2018

BRASIL, FECHADO PRA REFORMA


Quanta ironia! Petistas contra a greve e esquerdistas colocando militar pra agir contra trabalhador. É piada? Não, é Brasil.

Quem diria! Os vermelhos estão há décadas promovendo greves todos os anos, greve dos professores, dos bancários e por aí vai. Que eu saiba nunca deu em nada, os profissionais dessas categorias continuam na mesma m....

Aquele movimento de mortadelas, que iria botar fogo no país se o condenado fosse em cana, virou piada.

A primeira greve dos "direitos", sim, parou o país e está mostrando a verdadeira força de um povo que não se dobra nem se vende.
Por incrível que pareça, a paralisação dos caminhoneiros é um verdadeiro movimento popular (diferente das greves fajutas dos vermelhos), é um movimento consciente que conta com o apoio maciço do trabalhador, esse mesmo que está disposto a uma dose de sacrifício pra mudar o rumo do país. 

Desde os tempos de enganação do PT (incluindo o tal milagre do pré -sal: "cadê?") caminhamos para o mesmo destino que a Venezuela? Óbvio que sim e reconheço que Pedro Parente está trabalhando para recuperar a empresa que os desgovernos petistas quebraram. Entretanto, o fato é que a conta ficou apenas para nós, o cidadão comum, enquanto os encastelados não abriram mão de nenhum centavo de suas benesses. 

O governo quer negociar? Que procure os verdadeiros líderes, pois tentar fazer teatrinho com pelego oportunista já está provado que não funciona. A tendência é acirrar os ânimos porque isso sinaliza que nos consideram um bando de trouxas.

Quanto às opiniões, mais uma vez os brasileiros estão divididos, mas já percebi quem mais está incomodado com a ampla adesão da população ao movimento dos caminhoneiros: a esquerda que nunca conseguiu parar o país, nem com ameaças nem pagando, e a Globo que está preocupada em perder audiência nos jogos da Copa.

Eu fico matutando, o partido que estiver no poder e, propositadamente, realizar maus negócios com o dinheiro público, deveria, no mínimo, perder o direito ao fundo partidário para cobrir uma parte do rombo que causarem. Nem estou entrando na questão da corrupção, falo só dos desastres como o de Pasadena e da refinaria na Bolívia.

Seria uma gota no oceano dos bilhões perdidos, mas sentiriam o peso da responsabilidade.


PRESIDENTE DA PETROBRAS SOB SUSPEITA

O deputado federal Delegado Francischini (PSL) quer convocar o presidente da Petrobras, Pedro Parente, para dar explicações sobre o pagamento adiantado de R$ 2 bilhões feito pela estatal ao banco JP Morgan.

Um reportagem da revista Crusoé mostra que Parente é sócio de José Berenguer, presidente da JP Morgan no Brasil.

Francischini protocolou requerimento de convocação do presidente da Petrobras na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara Federal.

UMA SACUDIDA NO PAÍS DA FANTASIA

Muitas pessoas estão irritadas com o (não) movimento dos caminhoneiros. Talvez porque sejam pessoas simples, alguns certamente por sua preferência pela "direita" (opção que os esquerdistas não toleram), muita gente está sofrendo pra valer, outras não aguentam sofrer privação. Eu lamento que seja assim, mas o fato é que muita gente ainda vive com vendas nos olhos ou apenas vendo as sombras na caverna. 

Eu não me posicionei assim que tudo começou porque preferi observar as reações de um modo geral, mas o que me fez considerar a "greve" um mal necessário é exatamente o que está no texto de Fernando Gabeira.

A greve dos caminhoneiros, segundo Fernando Gabeira, é uma oportunidade para o Brasil:

“Uma paralisação como essa revela claramente que não existe vida própria, blindada contra os descaminhos da elite dirigente. Gasolina, alimentos, água de beber tudo isso invade a existência pessoal com seus vínculos familiares.

A greve foi um momento em que nos sentimos muito sós. Mas abre a chance de nos reunirmos em torno da ideia de um país, uma cultura, enfim, de retomar algum nível de sentimento nacional. Isso passa por uma grande sacudida no país da fantasia.”

sábado, 19 de maio de 2018

FUNDO DO POÇO - RELIGIOSOS DIVULGAM FUNK COM APOLOGIA AO CRIME

É o fim? Talvez. Mas também pode ser um recomeço. Quando pessoas influentes mostram a cara, podemos saber quem faz mal ao país.

Por essas e outras, tenho constatado que muitos internautas decidiram bloquear amigos virtuais nas mídias sociais simplesmente porque não compartilham das mesmas ideias ou porque esses se tornaram potenciais eleitores de políticos que são adversários de seu candidato de preferência.

Eu, na contramão dessa tendência, além de respeitar suas escolhas, prefiro ficar atenta a tudo.

É evidente que existem os radicais, apavorados com a escalada da violência, que estão espalhando pânico e partindo para ataques pessoais contra qualquer cidadão que tenha opiniões divergentes, prática até então exclusiva dos petralhas.

Esses são os que menos me preocupam, pois são vítimas das próprias fraquezas. O perigo está nos tiranos que acreditam ter o monopólio de virtudes como a defesa dos oprimidos, a bondade e a caridade, com o dinheiro alheio, diga-se.

Temos que reconhecer, entretanto, que muita coisa mudou depois que juízes e, por que não admitir, meia dúzia de políticos resolveram assumir o compromisso de combater a corrupção e o crime organizado, nossas mazelas mais profundas e que redundam em outras tantas. Nossas instituições também estão funcionando a contento, pois não foram contaminadas como aconteceu nos países que permitiram o avanço do comunismo. É o caso da Venezuela.

Quanto aos políticos tradicionais, ONGs picaretas e os drogados da Globo, não é novidade que se posicionem ao lado dos bandidos e se mobilizem contra qualquer ação de combate ao crime. O que me espanta é o que eu vejo quando dou uma espiada nas páginas de religiosos, sejam sacerdotes católicos, monges budistas e outras lideranças que costumam pregar a paz enquanto se declaram aliados dos que promovem a guerra. E os fiéis, bobinhos ou coniventes, curtem e compartilham o lixo que esses hipócritas publicam.

Só para exemplificar, deixo registrado o trecho da letra de um funk postado por um desses santos do pau oco:

"Jesus nasceu numa quebrada
Periferia da periferia mesmo
Passou a vida toda defendendo assassino, ladrão, puta, ...."

PROPINA DA TAM PARA GLEISI PODE ESTAR LIGADA A 'FAVOR' ÀS EMPRESAS AÉREAS

Decisão do ministro, marido da senadora, rendeu para empresas

Propina da TAM a Gleisi seria ligada a compra direta de passagens organizada quando o marido, Paulo Bernardo, era ministro do Planejamento

Investigadores ligados à Lava Jato suspeitam que os pagamentos de propina da TAM à senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) podem estar ligados à decisão do governo Dilma Rousseff que favoreceu empresas aéreas. Com a decisão do Ministério do Planejamento, cujo titular era seu marido Paulo Bernardo, o governo federal passou a fazer compra direta de passagens aéreas, dispensando as agências de viagem. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Segundo a Polícia Federal, Gleisi recebeu R$1,3 milhão em propinas. Somente a antiga TAM (hoje Latam) pagou R$ 345 mil.

O governo não economiza com a compra direta de passagens, mas as empresas aéreas economizam comissões às agências de viagem.

Desde a decisão do Planejamento, as empresas aéreas são os únicos fornecedores do governo pagos à vista, usando cartões corporativos.

Além da venda direta e do recebimento à vista, as aéreas nem precisam recolher na fonte o imposto de renda, CSLL e PIS/Cofins.

quarta-feira, 16 de maio de 2018

ITAMARATY REAGE AOS ARROGANTES DEFENSORES DO EX-PRESIDENTE CONDENADO

Acostumados a combater qualquer tipo de interferência de estrangeiros nas questões nacionais, especialmente quando são atribuídas ao que chamam de "imperialistas", os petistas e seus tentáculos têm vibrado com as "invasões" da tal elite dos países ricos nos últimos dias.

Além da divulgação de um providencial dossiê contra o Regime Militar, um fantasma que teimam em manter desenterrado, outra aberração veio da Europa com as assinaturas de François Hollande, José Luis Rodríguez Zapatero e Massimo D’Alema, três de meia dúzia de ex-chefes de estado, em texto que pede a libertação de Lula, bem como a participação do ex-presidente condenado e, portanto, ficha suja, nas próximas eleições.

Dessa vez, porém, a intromissão indevida não ficou sem resposta.

O que escreveu no seu Twitter o chanceler Aloysio Nunes Ferreira:

- Recebi, com incredulidade, as declarações de ex-chefes de governos europeus que arrogam-se o direito de dar lições sobre o funcionamento do sistema judiciário brasileiro.

Nunes disse que os governos europeus pregaram a “violação do estado de direito” já que “qualquer cidadão brasileiro que tenha sido condenado em órgão colegiado fica inabilitado a disputar eleições”. E ainda questionou: “Fariam isto em seus próprios países?” O ministro das Relações Exteriores classificou ainda o pedido como "gesto preconceituoso, arrogante e anacrônico contra a sociedade brasileira e seu compromisso com a lei e as instituições democráticas".

Leiam na íntegra:

“Recebi, com incredulidade, as declarações de personalidades europeias que, tendo perdido audiência em casa, arrogam-se o direito de dar lições sobre o funcionamento do sistema judiciário brasileiro. Qualquer cidadão brasileiro que tenha sido condenado em órgão colegiado fica inabilitado a disputar eleições. Ao sugerir que seja feita exceção ao ex-presidente Lula, esses senhores pregam a violação do estado de direito. Fariam isto em seus próprios países? Mais do que escamotear a verdade, cometem um gesto preconceituoso, arrogante e anacrônico contra a sociedade brasileira e seu compromisso com a lei e as instituições democráticas.”

domingo, 13 de maio de 2018

SINISTRA PRÁXIS COMUNISTA

Ipojuca Pontes

Os comunistas, para avançar sobre o poder e mantê-lo a ferro e fogo, tornaram-se especialistas em criar mártires e heróis paradigmáticos com o objetivo confesso de lograr as massas. Trata-se, é claro, de uma prática de rotina no universo do agit-prop revolucionário.

Vejamos, por exemplo, o caso de Lenin, o “pai” do socialismo soviético. Foi um assassino impiedoso, assaltante de banco que entregou a Rússia aos alemães, notadamente a Ucrânia, o Báltico e boa parte de Brest-Litóvsk. Lenin não tinha limites nem escrúpulos. Sempre afirmando que “não sabia de nada”, ordenou o massacre dos sete membros de família imperial russa, entre eles, Nicolau, Alexandra e os cinco filhos menores do casal (Os serviçais foram mortos a baionetadas).


Lenin vegeta canonizado como se santo fosse, para o êxtase do fanatismo comunista.

Pois bem, o dito Lenin, que morreu sifilítico segregado pelo “camarada” Stalin; Lenin, o fanático seguidor do “Catecismo Revolucionário” do terrorista Sergei Netchaeiv; o Lenin inventor do ditatorial “centralismo democrático” foi transformado em “herói da humanidade”. Até hoje o seu corpo, embalsamado e exposto num alarmante Mausoléu da Praça Vermelha, em Moscou, vegeta canonizado como se santo fosse, para o êxtase do fanatismo comunista.

No Brasil há o caso de Luiz Carlos Prestes, o mentor das intentonas comunistas (1935 e 1964). Tido como herói no entender da entourage vermelha, LCP passou a perna em Getúlio Vargas e se “apropriou” de uma fortuna para pagar o seu ingresso no Partido Comunista – quantia entregue em Moscou à camarilha do Komintern de Stalin, “cash”.

O fato inquestionável é que o obcecado Prestes, por escrito, mandou trucidar Elza Fernandes, a “Garota”, adolescente tida como “provocadora” pelo fato de ser mulher de “Miranda”, secretário geral do PC à época (1936). Num sítio do subúrbio de Deodoro-RJ, um assecla do Comitê Central, Natividade Gomes, o “Cabeção”, estrangulou a garota com uma corda de varal, quebrou-a pelo meio, enterrando-a, em seguida, à sombra de uma mangueira.

Outro caso de martirização planejada se deu com o camponês João Pedro Teixeira, militante remunerado pelo Partido Comunista com a grana enviada da KGB, via Praga e Havana, para financiar a revolução no Nordeste, da qual as Ligas Camponesas de Sapé, na Paraíba, despontava com o apoio pessoal do então presidente Jango (ver “1964 – Elo Perdido”, de Vladimir Pedrilák, escrito a partir de acesso aos arquivos do serviço secreto comunista).

A especialidade de Pedro Teixeira, enquanto “líder camponês”, era invadir terras e colocar canga nos camponeses que não aderiam ao movimento. Nas mãos da cúpula do PC, João Pedro foi feito fundador da Ligas de Sapé e transformado, para desespero dos proprietários rurais, em ativo “quadro” na ocupação de terras produtivas. Em 1962, foi encontrado morto, segundo se divulga, a mando de latifundiário local. Rendeu até filme.

Sua militância também gerou frutos e boa parte da imprensa tratou de canonizá-lo como mártir da reforma agrária (“na marra”). No início de 1964, os integrantes das Ligas, sempre conduzidos pela cúpula do PC, invadiram, em Mari-PB, uma fazenda da Usina S. João e expulsaram o seu administrador. Ato contínuo, um contador da Usina, Fernando Gouveia, acompanhado de oito homens, foi confrontar os 300 invasores armados de foice e facão. Não deu outra: eclodiu um conflito armado e em pouco tempo o contador e seus homens foram trucidados a golpes de foice. O campo pegou fogo, virou zona de guerra, atraindo até mesmo a gang do New York Times e afins.

Morto, o “quadro” das Ligas de Sapé se fez mito. Recentemente, o nome de João Pedro Teixeira foi inscrito no “Livro de Heróis e Heroínas da Pátria” a partir de projeto do deputado do corrupto PT, Valmir Assunção. (Ali, no entanto, não se diz que JPT era um dos “quadros” do PC no Nordeste remunerado por Moscou para atiçar a revolução no campo).   

Zoofilia, perjúrio, corrupção passiva, lavagem, quadrilha, obstrução... Mas para os petistas, apenas vítima de golpe.

Nesta segunda década do século XXI se processa no Brasil espantoso caso de canonização de um criminoso contumaz. Seu nome: Luiz Inácio Lula da Silva. Não se trata aqui do fenômeno de beatificação nem de “culto à personalidade”, perversão da propaganda política vermelha para exaltação de líderes totalitários. O seu caso é de culto irrestrito só concebível quando da veneração dos que estão inscritos no catálogo dos santos.

Mas a realidade do politiqueiro Lula é bem outra. Como já foi dito, se o leitor abrir o código penal não encontrará dificuldade em enquadrá-lo: encampa zoofilia, adultério, tentativa de estupro, perjúrio, blasfêmia, prevaricação, crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, obstrução da justiça, tráfico de influência, nepotismo – e por aí segue o rol de pecados, transgressões e crimes que associam o santo do PT à própria figura do Demo. Se condenado em parte deles (já o foi em dois) ultrapassará a casa dos 100 anos de cadeia.

Os devotos de Lula não querem saber disso. Para eles, o petista é vítima dos neoliberais que querem o povo na miséria e temem vê-lo, de novo, no Palácio do Planalto para, mais uma vez, num passe de mágica, “salvar o povo brasileiro”. Em resumo, os opositores não passam de canalhas, entreguistas, conspiradores financiados pelos ianques, gente hipócrita que defende a lei da ficha limpa e outras baboseiras.

Enquanto isso, no SPA da Polícia Federal, em Curitiba, São Lula curte tudo numa boa. Não limpa privada, não varre nem troca roupa de cama. Tem aparelho de televisão, esteira rolante, frutas e comida extra, quem sabe água ardente e sala de reunião com mesa e cadeiras, onde recebe diariamente advogados, familiares e amigos, repassando palavras de ordem para desestabilizar a nação que ele próprio jogou no buraco.

(Nem Adolfo Hitler, engaiolado numa prisão de Landsberg depois do fracassado “putsch” da cervejaria (em München) teve tanta mordomia. De seu, só conseguiu lápis e papel para escrever “Mein Kampf” – tarefa impossível para analfabetos).

Até.

O VERDE DE VERDADE

Por J.R. Guzzo

Agricultura irrigada no Rio Grande do Norte (Renato de Sousa/VEJA)

Publicado na edição impressa da Exame

Qualquer pessoa razoavelmente bem informada sobre as realidades da terra no Brasil sabe muito bem, e há muito tempo, que poucas coisas são tão estúpidas no imaginário mundial quanto a crença de que a agricultura e a pecuária brasileira “destroem” a natureza. Na verdade, quando mais bem instruída é a cabeça, mais espessa é sua ignorância sobre o assunto – e quanto maior a ignorância, mais alta é a sua voz e mais escandalizada a sua indignação. O fato, no fim das contas, é que as pessoas razoavelmente bem informadas sobre o agronegócio brasileiro são poucas; no Brasil, então, praticamente não existem fora do ambiente diretamente ligado ao trabalho e à produção no campo. As grandes autoridades nos problemas ecológicos supostamente ligados à agricultura, aqui, são a modelo Gisele Bündchen e similares; quando Gisele abre a boca para falar alguma coisa sobre o tema, o governo treme. A mídia reproduz suas afirmações como uma “denúncia”, sem a mais remota preocupação em saber se aquilo faz algum nexo lógico. Na verdade, qualquer idiota que tiver carteirinha de “artista” e disser que o país está sendo destruído pela soja e pelo frango tem a seu dispor espaço imediato e ilimitado em nossos órgãos de informação. Se disser que a culpa de tudo é “do Temer”, então, é só correr para o abraço.

É natural, assim, que tenha passado praticamente sem registro o último estudo em profundidade da NASA e do USGS, o Serviço Geológico dos Estados Unidos, que mapeou por satélite, hectare por hectare, as áreas utilizadas para cultivo no mundo inteiro. Ao lado de pesquisadores do Global Food Security Analisys da ONU, a agência espacial e o serviço de geologia dos Estados Unidos revelaram que o Brasil é um dos países mais eficientes do mundo na relação agricultura-natureza – produz muito alimento em pouca terra e, em consequência, consegue preservar áreas extensas de vegetação e ambiente naturais. Os números, mais uma vez, revelam o contrário das crendices: as lavouras ocupam menos de 8% do território do Brasil. A Índia ocupa 60%; os Estados Unidos, onde estão os maiores críticos do agronegócio brasileiro, utilizam 18% de sua terra com a atividade rural, ou mais do que o dobro do Brasil. Da Europa, então, melhor nem falar: “área verde”, ali, é pouco mais que o jardim público e as árvores plantadas para fazer sombra nas ruas. Verde natural, mesmo, é com o Brasil – a vegetação nativa, aqui, cobre mais de 65% do território nacional, ou dois terços de todo o país.

Os dados são resultado de trabalho feito por profissionais, com a utilização da mais avançada tecnologia disponível. Não são palpite de ativistas ecológicos baseados na pura fé, ou na safadeza. Também não são propaganda da “bancada ruralista”. Vão no sentido exatamente contrário ao que pregam os lobbys agrícolas americanos, que gastam milhões de dólares combatendo o agronegócio brasileiro, com o seu lema “fazendas aqui, florestas lá”; têm a colaboração entusiasmada dos “militantes” brasileiros do verde. Para quem trabalha no campo, naturalmente, as informações da NASA não chegam a ser uma surpresa. Batem com os levantamentos mais recentes da Embrapa, com diferenças de 0,2%. Além disso, o agricultor e o pecuarista sabem muito bem, pelo que veem com os seus próprios olhos, sem a ajuda de satélites, qual é a situação real das terras que cultivam. Mas a verdade, nessa questão toda, é o que menos interessa. A “preservação da natureza” virou uma religião, com dogmas que estão acima da discussão racional e que têm de ser obedecidos sem nenhum questionamento. Ou o sujeito acredita, mesmo que não tenha um miligrama de informação sobre o assunto, ou é carimbado como defensor dos “agrotóxicos”, inimigo da alimentação saudável, capitalista selvagem, perseguidor de “camponeses” e cúmplice do “trabalho escravo” – além, é claro, de fascista e eleitor “do Bolsonaro”.

Não perca seu tempo com essa gente.

FICHA LIMPA: TIPOS COMO LULA SERÃO BARRADOS

TSE dá ‘aviso prévio’ ao condenado Lula: ficha suja não se candidata

O ministro Admar Gonzaga questionou se “convém à democracia” homologar candidaturas de corruptos condenados.

Ao discutir a possibilidade de um candidato que não se encaixa nos pré-requisitos da Lei da Ficha Limpa na lista de elegíveis, o ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral questionou, sem citar nomes, se “convém à democracia” homologar condenados até por corrupção e lavagem de dinheiro, “sabidamente inelegíveis”. O ministro, na prática, deu “aviso prévio”: tipos como Lula não serão candidatos.

O ministro Admar Gonzaga manifestou sua posição durante debate em São Paulo sobre os maiores desafios na eleição 2018.

A Lei da Ficha Limpa criou pré-requisitos para pré-candidato em eleições. Um deles é não ter condenações na Justiça.

Quem for condenado em julgamento colegiado, na Justiça ou em órgãos como OAB, fica inelegível. Está na Lei da Ficha Limpa.

Condenado em segunda instância, Lula receberá atestado de “ficha suja”, caso insista em registrar a candidatura na Justiça Eleitoral. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

quarta-feira, 2 de maio de 2018

CADÊ OS ESQUERDISTAS?




Um prédio de mais de 20 andares, em chamas, desabou neste primeiro de maio no centro de São Paulo.

Segundo informações divulgadas nos jornais, o fogo começou por volta das duas da manhã, entre o segundo e o quinto andar, e pelo menos uma pessoa morreu.

O edifício estava ocupado por integrantes do movimento dos sem-teto. Os líderes do movimento conseguiram fugir em seus carros e o comandante das invasões em São Paulo tenta tirar o corpo fora alegando que se trata de outra sigla, não a sua. Entretanto, todos esses outros "movimentos de ocupação" que surgiram depois do MTST tiveram apoio do Boulos.

Portanto, o principal culpado pela tragédia que aconteceu no centro de São Paulo tem nome e sobrenome: GUILHERME BOULOS.

É esse sujeito que engana pessoas humildes, cooptando-as para que ocupem prédios abandonados e sem as mínimas condições de segurança. E ainda por cima, cobra taxas de aluguéis dessas pobres pessoas.

A que ponto chega a crueldade desses canalhas que exploram a miséria alheia para tirar proveito político. Não basta usar pessoas em situação de vulnerabilidade como massa de manobra, ainda tiram dinheiro dos coitados, vendendo o sonho de um de apartamento sem filas.

Apenas nesse prédio com 150 famílias, podemos calcular quanto desembolsam ao cobrar R$ 400,00 ao mês. Multiplicando esse valor aos 150 pagantes, chegamos à cifra de R$ 60.000,00. São R$ 720.000,00 ao ano tirados do bolso dos pobres para bancar seus luxos.

Passei o dia aguardando que algum deles fosse ao local do incêndio prestar solidariedade ou para oferecer algum tipo de ajuda. Não vi nenhuma notícia sobre isso.

Por isso eu pergunto, cadê Boulos, Suplicy, Haddad ou qualquer outro esquerdista?

É assim que funciona o socialismo idealizado por PT&Cia. Uma casta superior decide tudo, o que as pessoas devem fazer, falar ou até mesmo o que devem pensar. As massas sem identidade, pois os esquerdopatas repudiam o indivíduo e só falam nos coletivos, são usadas a seu serviço e pouco se importam se algumas "peças" são descartadas.

Leiam bastante sobre as condições de vida das criaturas que se tornam reféns do partido, a exemplo do que ocorre em Cuba e na Venezuela, e verão que nesses grupos (MST, MTST e outros) já funciona um modelo paralelo de socialismo em nosso país.

O prédio que pegou fogo e desabou em São Paulo sintetiza o Brasil: somos um país caindo aos pedaços, com um monte de inocentes úteis manipulados pela esquerda e totalmente invisível aos olhos de quem vende a imagem de defensor dos pobres, mas está provado que é só no discurso.


COMO FUNCIONA A INDÚSTRIA DA OCUPAÇÃO

O Antagonista

São Paulo conta com seis promotores de Justiça de Habitação e Urbanismo, uma unidade do MP que só existe em São Paulo.

Eles vivem sendo ameaçados porque sabem como funciona a indústria da ocupação irregular, criada na cidade durante a administração de Marta Suplicy.

A indústria alimenta os demagogos que mandam pobres invadir prédios, para que eles saiam mediante pagamento da prefeitura — e voltem a invadir outros, perpetuando o ciclo.

Ela também enche os bolsos de proprietários de imóveis ocupados: boa parte dos prédios abandonados no centro de São Paulo pertence a famílias com relações no poder (não era o caso desse que desabou hoje, propriedade da União).

Em parceria com os criminosos da ocupação, os proprietários forçam a desapropriação, para ganhar com dinheiro público o que jamais obteriam no mercado imobiliário.

As vidas em jogo nessa indústria são apenas um colateral.

terça-feira, 1 de maio de 2018

APESAR DE TUDO, UM HERÓI

A história do homem que morreu tentando salvar mulheres e crianças do incêndio em prédio de São Paulo


© Reprodução/TV Globo

Ao menos um homem morreu nesta terça-feira (1) após o prédio pegar fogo e desmoronar no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo. Identificado como Ricardo, de 30 anos, ele já tinha deixado o edifício quando decidiu voltar para ajudar famílias que estavam nos andares mais altos.

Ricardo morava sozinho em um dos apartamentos do prédio há cerca de 4 anos e trabalhava no centro da cidade. De acordo com os vizinhos ouvidos pelo G1, Ricardo chegou a deixar o prédio, mas voltou para ajudar outros moradores.

"Muitas mulheres moravam sozinhas e tinham crianças. Ele voltou para ajudar no resgate dessas famílias", disse Gerivaldo Araújo, ao portal.

Por volta das 2h50 da manhã, Ricardo estava no edifício e tinha colocado o equipamento de segurança para ser içado pelos bombeiros.

"Ele dizia: 'me tira daqui, por favor' e eu respondi: 'calma, confia em mim'", relata o Sargento Diego, bombeiro que tentou resgatar o morador. "Eu pedia a todo o momento para ele ficar calmo, e sinalizava com a lanterna e gesticulava o que ele tinha que fazer. Ele estava totalmente preso já".

Apesar dos esforços, não deu tempo de salvar o morador.

"Quando a gente estava terminando essa fase [colocar equipamento em Ricardo], o prédio acabou vindo abaixo, infelizmente acabou caindo seis ou sete andares sobre ele, tencionou a corda e ela não aguentou o peso e estourou. Eu não daria nem 30 ou 40 segundos para a gente finalizar o processo", disse o bombeiro.

Essa imagem é chocante!!! Incêndio e desmoronamento em prédio no Largo do Paissandu Centro de São Paulo pic.twitter.com/Q8t4jYjDat— claufer (@WIG1413) 1 de maio de 2018

O homem ainda é considerado desaparecido pelos bombeiros, mas a corporação diz que as chances de Ricardo ter sobrevivido são mínimas. A corda e o cinto usados para o resgate foram encontrados nos escombros. Cães farejadores são usados para encontrar Ricardo e possíveis outras vítimas.

"A gente fica chateado, com certeza. (...) Era uma vítima, uma pessoa que precisava de ajuda, que gritava por socorro. Mas a gente tem que entender que a equipe deu o melhor", lamentou o Sargento.

CADÊ AS PROVAS, LULA?

MORO QUER PROVAS DAS PALESTRAS DE LULA

O Antagonista

Sérgio Moro determinou à defesa de Lula que demonstre a origem lícita dos cerca de R$ 9 milhões que estão bloqueados em fundos de previdência.

Essa é a condição para que o juiz libere os recursos, como querem os advogados. O dinheiro aplicado seria parte dos ganhos do ex-presidente com palestras.

Entraram na conta da LILS Palestras cerca de R$ 27 milhões. Desse total, R$ 9,5 milhões foram repassados pelas grandes empreiteiras do petrolão: Odebrecht (R$ 3 milhões), Andrade Gutierrez (R$ 2,1 milhões), Camargo Corrêa (R$ 2 milhões), Queiroz Galvão (R$ 1,2 milhão) e OAS (R$ 1,1 milhão).

Moro virou o jogo e agora pergunta: Cadê às provas, Lula?

quinta-feira, 26 de abril de 2018

PALOCCI - ARQUIVO VIVO DOS SEGREDOS DE LULA

Acordo de delação de Palocci com a PF detalha 'pacto de sangue' de Lula

O ex-ministro Antonio Palocci, um dos personagens mais poderosos nos governos petistas, assinou acordo de delação premiada com a Polícia Federal, considerada "a delação do fim do mundo" petista, que tem em Lula um dos principais alvos. Ele acelerou as negociações do acordo com a PF após sua condenação a pena semelhante à aplicada depois ao ex-presidente, de 12 anos de prisão, e pelos mesmos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, segundo reportagem de Jailton Carvalho no jornal O Globo.

Palocci buscou fazer acordo com a PF após tentar sem sucesso convencer o Ministério Público Federal (MPF) de negociar o entendimento, que prevê a redução de pena.

O ex-ministro da Fazenda do governo Lula e da Casa Civil do governo Dilma Rousseff já vinha colaborando com a Justiça e fez revelações devastadoras contra Lula, acusando-o inclusive de haver celebrado um “pacto de sangue” com a empreiteira Odebrecht.

As informações e os documentos fornecidos pelo ex-ministro devem gerar a abertura de novos inquéritos, operações e até mesmo prisões.

Pacto de sangue


Palocci quebrou o silêncio em setembro do ano passado quando, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, acusou Lula haver celebrado um “pacto de sangue” com a empreiteira Odebrecht e recebido um pacote de propina que incluía o terreno do Instituto Lula, o sítio em Atibaia, “palestras” com cachê de R$200 mil cada uma, e R$150 milhões para as campanhas do ex-presidente.

O ex-ministro contou que o dinheiro e as vantagens para Lula eram produto de corrupção por meio de contratos superfaturados com empresas públicas. Palocci também acusou a ex-presidente Dilma de compactuava com o esquema. Confessou também que ele e Lula tentaram atrapalhar a Lava Jato.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

PGR INVESTIGARÁ GLEISI

PGR abre procedimento para apurar vídeo de Gleisi à Al Jazeera


© Instituto Lula A presidente do PT e senadora Gleisi Hoffmann, durante coletiva de imprensa em Curitiba

A Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu um procedimento para decidir se investigará a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) em virtude de um vídeo enviado por ela à emissora Al Jazeera, a maior de língua árabe, que provocou críticas de opositores ao PT nas redes sociais e no Congresso Nacional.

A chamada “Notícia de Fato” é uma etapa preliminar, em que a PGR certifica que recebeu uma representação e indica algum integrante do órgão que faça “um procedimento prévio para coleta de informações preliminares e deliberação sobre uma eventual instauração de procedimento investigatório”. O prazo para conclusão dos trabalhos é de 30 dias.

O pedido contra a senadora foi apresentado pelo deputado Major Olímpio (PSL-SP). Para ele, as declarações da petista, que se dirigiu “ao mundo árabe” para dizer que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “foi condenado por juízes parciais em um processo ilegal” e é um “preso político”, feriram a Lei de Segurança Nacional.

Na gravação, a senadora petista também argumenta que Lula foi o presidente brasileiro que estreitou as relações diplomáticas entre o Brasil e o Oriente Médio.
(...)

PASSAPORTE PARA A FUGA

Investigadores suspeitam que passaporte serviria à fuga de Lula

Lula foi alvo de protestos quando esteve "costeando o alambrado" no sul gaúcho, região de fronteira.

A suspeita de investigadores é que o passaporte e outros pertences de Lula, furtados em Curitiba, estariam em poder de auxiliar petista com papel central em um provável plano de fuga para outro país. Na data do julgamento do seu habeas corpus no Supremo Tribunal federal, 22 de março, Lula estava com sua “caravana” no sul gaúcho, bem próximo à fronteira com o Uruguai. “Costeando o alambrado”, como se diz no sul. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O adiamento do julgamento do habeas corpus, provocado por uma viagem do ministro Marco Aurélio, teria abortado a operação de fuga.

Em discurso no sindicato de São Bernardo, antes de entregar-se, Lula citou os acenos à fuga enquanto estava na fronteira com o Uruguai.

Viaturas da Polícia Rodoviária Federal escoltando a “caravana” de Lula, também teriam o papel de mantê-lo sob monitoramento.

O julgamento do habeas corpus, duas semanas depois, deu tempo a Lula para planejar a “resistência”, entocando-se na sede do sindicato.

GLEISI CONVOCA MUÇULMANOS PARA “LUTAR” POR LULA!



"Se o povo árabe acolher Lula

e descobrir que é ladrão,

não vai faltar só o dedinho,

lá eles cortam as mãos"


A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffman gravou um vídeo e o enviou à TV Aljazeera contando mentiras sobre a prisão do ex-presidente Lula. A senadora atacou o Judiciário, a imprensa e disse que Lula "é um preso político”.

Gleisi afirma que o petista foi condenado por "juízes parciais" e chamou de “ilegal" um processo rigorosamente amparado nas leis e na Constituição. Gleisi também atropela a verdade ao afirmar que "não há nenhuma prova de culpa, apenas acusações falsas”.

Ela tenta atrair a simpatia dos árabes afirmado que ele é “um grande amigo do mundo árabe”, e convida a todos " a se juntarem conosco nesta luta, Lula livre".

Isso realmente é grave, pois a fala da petista sugere a intenção de pedir publicamente a intervenção das ditaduras islâmicas, aliadas do PT, e de seus respectivos braços terroristas.

Se nos preocupamos com a situação da Venezuela e sabemos que, com Lula e Dilma no poder, estávamos seguindo na mesma direção rumo ao caos e à miséria, precisamos nos preocupar ainda mais com o perigo de voltarem ao poder e fazerem conosco o mesmo que está acontecendo na Síria.

Não podemos subestimar o que pode acontecer. Já basta viver num país com a maior taxa de homicídios no mundo, pois estamos em guerra e os bandidos tupiniquis nos eliminam como inimigos da guerra ideológica plantado por PT&cia. Imaginem o que podem fazer os fanáticos convocados por essa insana.

Caso ocorra qualquer atentado em nosso país, essa senhora deve ser, no mínimo, investigada e responsabilizada.

Ao convocar estrangeiros para agirem contra brasileiros, a senadora do PT comete um atentado à paz e à segurança nacional.

É CRIME!!!!!!

O que seria essa ação senão ataques a bomba, como faziam os guerrilheiros e, muito pior agora, fazem os radicais islâmicos?

Acompanhei seu pronunciamento de hoje na tribuna do Senado agredindo verbalmente a senadora Ana Amélia Lemos, que tem todo o direito de exigir providências, e tentando minimizar sua atitude contra o nosso país.

Na sua fala, estranhamente breve para quem exige a palavra o tempo todo, alegou que não se dirigia apenas aos árabes. Mas não adianta trocar o tom agressivo pelo argumento de que enviara o vídeo a veículos de comunicação de outros países, pois o próprio texto acusa sua intenção. Não há menção alguma a qualquer outra nacionalidade, suas palavras são dirigidas exclusivamente aos árabes, também vítima de grupos radicais que praticam atos de terrorismo contra seu próprio povo e em outros cantos do planeta.

Algumas medidas importantes já estão sendo tomadas. O deputado Francischini (PSL-PR) entrou com pedido de cassação do mandato da senadora e o deputado Major Olímpio (PSL-SP) protocolou na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação contra a senadora Gleisi Hoffman para que ela seja responsabilizada por crimes previstos na Lei de Segurança Nacional e na Lei que tipifica os crimes contra o Estado e a Ordem Política e Social.

Major Olimpio advertiu: “É válido ressaltar, que os países em que é veiculada essa rede televisiva utilizada pela Senadora citada e seu partido, alcançam regiões em que há concentrações de diversos grupos terroristas, colocando em risco também a segurança nacional do Brasil”, disse o deputado.

O deputado também pede a cassação de registro do PT, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). "É válido ressaltar, que a “denúncia” realizada pela Senadora do PT Gleisi Hoffmann se deu como Presidente de seu partido, sendo ato expressamente vinculado a ele, devendo tal agremiação partidária também sofrer as sanções legais, uma vez que a Constituição Federal estabelece em seu art. 17, caput e inciso IV, que "É livre a criação, fusão, incorporação e extinção de partidos políticos, resguardados a soberania nacional, o regime democrático, o pluripartidarismo, os direitos fundamentais da pessoa humana e observados os seguintes preceitos: (...) IV - funcionamento parlamentar de acordo com a lei".

O major também protocolou no Senado Federal, pedido para abertura de processo no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar e perda do mandato de senadora. “Logo, resta comprovado, mediante o cotejo do vídeo anexado e os dispositivos legais supracitados, que a Senadora do PT Gleisi Hoffmann, agiu de forma incompatível ao decoro parlamentar, ao praticar diversos crimes que atentam contra a Soberania Nacional, o Estado Democrático Direito, o Respeito aos Poderes Constituídos, principalmente o Poder Judiciário e a Ordem Política e Social do País”.

A Constituição Federal estabelece, em art. 55, caput, II e §1º, que:

Art. 55. Perderá o mandato o Deputado ou Senador (...) II - cujo procedimento for declarado incompatível com o decoro parlamentar; (...) § 1º - É incompatível com o decoro parlamentar, além dos casos definidos no regimento interno, o abuso das prerrogativas asseguradas a membro do Congresso Nacional ou a percepção de vantagens indevidas.


segunda-feira, 16 de abril de 2018

FAZ SENTIDO, EXERCENDO O SOCIALISMO - "SE É DO LULA, É NOSSO"



Cerca de 50 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo ocuparam, na manhã desta segunda (16), o tríplex que Lula recebeu a título de propina na praia do Guarujá, no litoral de São Paulo. Arrombaram a porta de um imóvel que está em poder da justiça, que deveria ser leiloado para cobrir o rombo causado por Lula.

O MTST, tal qual outros movimentos que funcionam como milícias e cujos membros, desocupados que vivem às custas de mortadela e alguns trocados, não protestam contra corrupção, mas sim contra a Justiça, estendeu uma faixa nas janelas do apartamento com os seguintes dizeres: “se é de Lula, é nosso”; “se não é, por que prendeu?” e “povo sem medo”. Outros manifestantes também protestaram na frente do prédio.

Essa ação põe fim ao questionamento ditado pelas lideranças do PT e repetido pelos que rezam a cartilha do partido: "Cadê as provas?". Se ainda não estão convencidos com o calhamaço de provas consistentes confirmadas por todos os tribunais, eis aí a prova principal, querem impedir que o fruto do roubo seja devolvido à União.

Petralhas fingem desconhecer a Lei, porque não a respeitam. A polícia agiu e tinha que agir contra a perturbação da ordem e para proteger o direito dos condôminos de ir e vir.

Com ondas de violência tomando conta do país, petistas ameaçando pegar em armas e fazendo discurso sobre derramamento de sangue para defender o chefe da quadrilha, a procuradora geral da República considera mais importante denunciar um deputado por uma piada politicamente incorreta. Criminalizar piada de mau gosto não vai tirar voto do candidato, mas permitir que Lula incite a violência faz o PT perder votos, com certeza.




domingo, 15 de abril de 2018

A PATOLOGIA LULA



Carlos Marques - Isto É

As romarias, os cânticos em seu nome, a louvação às suas palavras, tudo leva a crer que os adoradores de Lula já o colocaram em um pedestal de divindade, no qual nenhuma acusação de crime, nenhuma prova ou evidência pode alcançá-lo. Nem mesmo erros conhecidos, a clamorosa afronta às instituições, o descaso que demonstrou com a Lei e a ordem, a incitação à baderna – sugerindo aos seguidores “queimar pneus”, “fazer passeatas” e “ocupações no campo e na cidade” – serão capazes de denegri-lo. Não para esses fiéis, cegos na veneração.

Não importa, não tem valor os desmandos, não maculem a imagem do protetor dos desassistidos – mesmo que ele tenha se locupletado com o dinheiro alheio, justamente daqueles a quem prometia a salvação. É perjúrio dizer isso, pecado capital. Bem-aventurados os que creem porque esses seguirão ao lado do todo-poderoso.

O próprio Lula, como diz na pregação que fez de autorreferência, nos momentos derradeiros do martírio rumo ao calabouço, descortinou o caminho da fé: “eu não sou mais um ser humano, sou uma ideia”. Talvez o grau etílico no momento da fala, naquele sábado de paixão petista, tenha contribuído para o delírio. Mas há de se supor que Lula acredita na própria profecia.

A ascensão do mundo dos mortais à esfera dos deuses se dá com a sagração de seus apóstolos. Cada um deles, congressistas de carteirinha, tratou logo de pedir à plenária daquela casa de tolerância a inclusão da menção “Lula” em seus respectivos nomes parlamentares.

Assim Gleisi “Lula” Hoffmann, Paulo “Lula” Pimenta e quetais, da noite para o dia, devotaram sua existência política ao redentor. Eis a mensagem da fé! Aleluia ao Senhor. Seria cômico, não fosse triste.

O Partido dos Trabalhadores agoniza engolfado pelo devaneio. Deixou de lado programas, bandeiras, a própria essência ideológica que dava corpo à agremiação, para virar seita. Tal qual a de reverendos suicidas que conclamam incautos para a reclusão e o fim trágico coletivo em nome de uma crença.

A cúria petista, nos dias que se seguiram a prisão de seu líder maior, arrastou uma patológica massa de romeiros para Curitiba, sede da masmorra/recanto de seu mentor, e ali fincou acampamento, revezou hordas de peregrinos nos gritos de saudação “bom dia, Lula”, “boa noite, Lula” e maquinou a ressurreição do demiurgo.

Levou governadores partidários para visitas improváveis, articulou comissões no Senado para a averiguação das condições da cadeia, promoveu algazarra e violência a intimidar os locais. Em suma, rezou conforme a cartilha de insanidades do lulopetismo.

No enredo do calvário que culminou com a rendição midiática o ingrediente das vaias e fogos a comemorar o feito da Justiça não poderia faltar. Lula aquiesceu na última das quedas de sua paixão, em pleno heliporto da atual morada. Horas antes, do palanque improvisado em um carro de som, como numa missa de corpo presente, exibiu-se à imagem e semelhança de um cadáver político.

Dava para notar no tom soturno de suas imprecações, inconformado com o próprio fim, que rogava por uma plateia maior que a avistada ali de cima.

Lula almejava a reencarnação em “um pedacinho de célula de cada um de vocês”. Pedia a militância de muitos “lulinhas”, dos “milhões e milhões de Lulas”. Já era o ente falando. Os exegetas bíblicos deveriam rapidamente rever as encíclicas para incluir o nome do novo santo. Lula tem certeza de seu direito divino a figurar nos versículos do livro sagrado. Disse em certa ocasião que “as pessoas deveriam ler mais a bíblia para não usar tanto meu nome em vão” e cravou a memorável lembrança de que “não existe uma viva alma mais honesta do que eu”.

A mística do Salvador da Pátria em pessoa deu o tom do desvario de lá para cá. Não há na política brasileira mais espaço para um messias oportunista. De mais a mais, as previsões apocalípticas não se confirmaram. O mundo não acabou com a sua prisão, como ele e a parolagem petista vaticinaram.

Lula é agora apenas um número no Cadastro Nacional de Presos (CNP). Detento ficha 700004553820. Até ressuscitar vai uma penosa provação. Aleluia.

terça-feira, 10 de abril de 2018

NO STF, TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, COM A EXCEÇÃO DE LULA

Tudo por Lula: ministros ameaçam arquivar o bordão ‘dura lex, sed lex’

Ministros Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski tem atuado com afinco de advogados pelas ADCs

Com a obstinação de advogado, o ministro Marco Aurélio tenta reverter no Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão após segunda instância. Mas, nesta quarta (11), tudo o que se espera do STF é que não cause sobressaltos adicionais ao País, indicando um mínimo de apego ao bordão jurídico que, de tão velho, chega a ser clichê: “dura lex sed lex” – para o milionário e pobre, para a puta, o preto e “para A, T ou L”, como já sentenciou o ministro Luís Roberto Barroso há uma semana. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A tentativa de neutralizar a pena de Lula, estabelecendo novo marco de impunidade, reforça a notável inconstância de posições do STF.

O STF ameaçou “rever” da Lei da Anistia, de 1979, com a mesma sem-cerimônia que, no mensalão, ressuscitou os embargos infringentes.

Ressuscitados os embargos infringentes, mortos desde 1990, o STF garantiu punição amena, por exemplo, para o ex-ministro José Dirceu

O STF tratou Eduardo Cunha com rigor, mas para outro político do mesmo nível institucional, Renan Calheiros, deu tratamento leniente.

domingo, 8 de abril de 2018

RESUMO DE UMA FARSA CHAMADA LULA

Mario Sabino

*Em 26 de agosto de 2016, uma farsa começou a ser formalmente desmontada. A farsa chamada Luís Inácio Lula da Silva. Naquela data, ele foi indiciado pela Polícia Federal por corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, dentro da Lava Jato, no caso do triplex do Guarujá pago pela empreiteira OAS.

Com Lula, atingimos o ápice da demagogia e da corrupção nesta terra pródiga em demagogos e corruptos.

Lula surgiu no regime militar, quando se apresentou como líder sindicalista tolerável aos generais. Na redemocratização, a esquerda o transformou em ícone revolucionário (o que ele nunca foi) e chefe de partido. No entanto, o discurso radical que lhe fora oportuno na construção do PT revelou-se um desastre eleitoral nas campanhas presidenciais — e Lula, então, engravatou o pescoço e as palavras, para conquistar banqueiros, empresários e parte da classe média. Chegou ao Planalto por meio do que parecia ser um consenso inédito entre interesses de trabalhadores e patrões.

No poder, em conluio com as oligarquias dos grotōes e os plutocratas paulistas e cariocas, Lula levou às últimas consequências o assistencialismo mais rasteiro e uma política econômica que, baseada apenas em crédito farto aos cidadãos que se endividavam para consumir e subsídios indecentes aos empresários amigos, graças à bonança mundial que impelia as exportaçōes de commodities, resultaria no desastre completo sob Dilma Rousseff, a criatura que escolheu para sucedê-lo e autora da maior fraude fiscal já cometida no país. Como resultado, os ganhos sociais relevantes proporcionados pelo Plano Real foram parar na fila do desemprego.

No poder, Lula instituiu, para além da imaginação, a prática de comprar apoio parlamentar. Tanto no mensalão como no petrolão, o seu partido e aliados desviaram bilhões de reais dos cofres públicos, para realizar tais pagamentos.

No poder, Lula e boa parte dos seus companheiros enriqueceram por meio de contratos fraudulentos entre empreiteiras e estatais como a Petrobras, arrasada durante os anos dos governos do PT.

No poder, Lula aparelhou as instituiçōes e tentou calar a imprensa independente, comprando o apoio de blogueiros sujos e jornalistas decadentes, perseguindo profissionais que desvelavam os porões imundos do lulopetismo e cortando propaganda (não apenas governamental) de veículos sérios. Com isso, quase minou um dos pilares da democracia que é a liberdade de imprensa — o seu projeto de perpetuação no poder o exigia.

É essa farsa que começou a ser formalmente desmontada pela PF num radioso 26 de agosto de 2016. E que, graças à Justiça de verdade, chegou ao fim num outonal 7 de abril de 2018, com o epílogo vergonhoso protagonizado em São Bernardo por um ator que recendia a cachaça.

Se Lula ressuscitar, a farsa se repetirá como farsa ainda pior.


*Artigo adaptado do original publicado no livro “Cartas de um Antagonista” (editora Record).

CATÓLICOS PROTESTAM CONTRA USO DA IGREJA NO APOIO AO 'CRIMINOSO LULA'

Abaixo-assinado será entregue ao embaixador do Papa no Brasil


O arcebispo aposentado, alvo do protesto, abraça Lula, o condenado, na celebração que virou palanque eleitoral. (Foto: Paulo Pinto)

Diário do Poder

Endereçado ao núncio apostólico Giovanni d'Aniello, representante ou embaixador do Papa Francisco no Brasil, um abaixo-assinado de iniciativa de católicos recolhe adesões na internet contra a celebração realizada em São Bernardo do Campo (SP), neste sábado, pelo arcebispo aposentado (ou "emérito") Angélico Sândalo Bernardino, de notórias ligações ao PT, em apoio a Luiz Inácio Lula da Silva, primeiro ex-presidente da República da História do Brasil condenado à prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em sentença de 12 anos 1 um mês em regime fechado que começou a ser cumprida.

O professor Hermes Rodrigues Nery, coordenador do Movimento Legislação e Vida, explica que os católicos não podem aceitar a instrumentalização da Igreja para fins políticos contrários à doutrina católica:

- É inaceitável que na manhã de 7 de abril de 2018, o bispo emérito Dom Angélico Sândalo Bernardino tenha presidido celebração ecumênica de apoio ao criminoso Luís Inácio Lula da Silva, que já havia expirado o prazo dele se apresentar à Polícia Federal para cumprir o mandado de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro. Os católicos se sentiram indignados com isso.

Quem deseja analisar o abaixo-assinado deve clicar no seguinte endereço: http://www.citizengo.org/pt-br/160297-repudio-celebracao-presidida-por-dom-angelico-sandalo-bernardino-apoio-ao-criminoso-luis?tc=wp&tcid=46939050 ou clique AQUI.

ESPETÁCULO VERGONHOSO

General Augusto Heleno

O teatro, a palhaçada e a pantomima, que se estenderam por cerca de 48 horas, nos permitem chegar a uma dura conclusão: quem se deixou impressionar, principalmente pelo discurso antidemocrático e desafiador do condenado, deve providenciar um tratamento psicológico.

Quem julga virtuosos os políticos que se amontoaram naquele palanque (que mais parecia um contêiner de lixo), ou sofre de obturação mental ou de cegueira crônica.

Quem esquece que o PT e seus comparsas são os maiores culpados pela falência moral e econômica, pela crise na educação e na saúde, e pelo derretimento da maioria das instituições nacionais, é um cretino doentio ou cultiva uma amnésia profunda.

A proclamação totalitária do criminoso ex-presidente, pregando, inclusive, o controle da imprensa, foi digna das que ocorreram às vésperas da Revolução Comunista de 1917. Só que em péssimo português.

Sinto profunda vergonha por haver presenciado um espetáculo desse nível, cujo ponto alto foi preconizar o desrespeito às instituições e debochar do estudo formal. Tudo no bojo dos desmandos gerenciais e da desenfreada corrupção que acometem o país há quase 16 anos.

PRISÃO DO LULA, O QUE AS REDES DE TV NÃO MOSTRARAM

Manifestantes anti-Lula comemoraram a chegada de Lula preso à sede da PF em São Paulo.

Durante todo o percurso entre a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, até a superintendência da Polícia Federal em São Paulo, o comboio de camburões levando o detento Luiz Inácio Lula da Silva foi saudado com buzinaço e fogos de artifício pelos paulistanos. Muitos apartamentos apagavam e acendiam as luzes, em apoio à prisão.

Foi inevitável que as reportagens ao vivo mostrassem as luzes de apartamentos piscando, celebrando a prisão de Lula, mas foi bastante tímida a divulgação das imagens da humilhante chegada do chefe de quadrilha na PF de Curitiba. Ele chegou saudado com gritos de "Lula, ladrão, seu lugar é na prisão", entoado por centenas de manifestantes antipetistas que aguardavam a sua chegada. A multidão também cantou os versos "ôôô, o ladrão chegou".


Confiram as imagens no vídeo abaixo:


domingo, 1 de abril de 2018

FORA TEMER OU INTERVENÇÃO SALVAM O PT!?



No próximo dia três, se o povo brasileiro quiser, as ruas de nossas cidades serão tomadas por manifestantes insatisfeitos com algumas decisões da justiça, ou não decisões, que tem confirmado a fama do Brasil como o reino da impunidade.
Preocupa, porém, as cortinas de fumaça que vêm garantindo, com sucesso, a liberdade do chefe da organização criminosa que levou nossa economia, e o povo junto, para o fundo do poço.
Uma dessas ondas partiu do próprio STF, justamente o principal alvo dos protestos por ter interrompido o julgamento sobre a prisão do Lula.
Uma série de manobras vem dando força às provocações do ex-presidente condenado e às constantes ameaças de conflito para tentar intimidar a justiça, a imprensa e os brasileiros de bem que são os que mais sofrem com o vandalismo.
A indignação que tomou conta do país, como no efeito manada, tem se desviado de seu foco principal para o presidente Temer, mais uma vez. Os amigos de Temer, simples investigados, já foram contemplados com a cadeia por determinação do ministro Luis Roberto Barroso, relator do chamado Inquérito dos Portos, no Supremo Tribunal Federal (STF), enquanto Lula continua livre e fazendo campanha ilegal.
A possibilidade de um "Fora Temer" no lugar de "Lula na Cadeia" preocupa os organizadores dos movimentos e pessoas atentas a esse equívoco.
Fico encafifada como é que conseguem esse feito e porque a maioria dos ditos formadores de opinião também embarcam nessas ondas traiçoeiras.
Antes de chegar ao ponto, é preciso ficar claro que não é mais questão de decidir se Lula é culpado ou inocente, mas sim de mais uma vergonhosa manobra para garantir a impunidade de um condenado.
Quando pensamos que a pressão popular pode surtir efeito e, por conseguinte, os juízes do Supremo venham a confirmar o que já foi determinado em outras instâncias e que isso basta para que a operação Lava Jato seja concluída com louvor, surge mais um boato de que Temer estaria sendo pressionado a renunciar e uma junta militar assumiria o poder.
Mais uma vez, os tais formadores de opinião reagem com desdém a quem tenta alertar sobre essa possibilidade.
Seria a arrogância, que causa o mesmo vazio mental que afeta os idiotas?
Seriam coniventes ou até cúmplices do chefão? Essa possibilidade pode ser descartada, pois muitas dessas lideranças coordenam movimentos de oposição ao PT.
Seria o complexo de avestruz dos que não querem enxergar que essa é a pauta do PT?
Eu gostaria muito de saber o que se passa na cabeça dessa gente, mas é óbvio a quem mais interessa esse tipo de orquestração.
Interessaria ao PT se Lula não tivesse sido condenado ou se Temer saísse antes de sua condenação. A ideia seria a de atropelar a Constituição para promover novas eleições e, possivelmente, seria eleito, segundo as pesquisas, e teria direito à imunidade.
Na situação atual, se o Brasil chegar a uma condição irreversível de caos generalizado, as Forças Armadas têm o dever de intervir, sim. Muitos vão aplaudir a saída de Temer e alguns vão ficar satisfeitos com a medida. Mas é aí que mora o perigo, pois eu vejo como mais uma tábua de salvação para Lula e o PT.
Esse, sim, seria seu último recurso, não a protelação do STF. As manchetes dos jornais estampariam um golpe. Lula seria preso, mas certa imprensa transformaria a condenação de um corrupto em prisão política. Cenário propício para a promoção de criminosos à condição de heróis do povo brasileiro.

quarta-feira, 28 de março de 2018

O ENIGMA DO 'ATENTADO'

Tiros na caravana de Lula deixaram buracos muito redondinhos



O Antagonista


Autoridades federais estão intrigadas com os tiros na caravana de Lula. Isso porque, pelo aspecto das perfurações, os disparos devem ter sido feitos à curta distância e com o veículo parado.

Essas autoridades dizem que, quando um veículo é atingido em movimento, a marca da bala deixa um aspecto de rasgo ou “respingo”. No entanto, as marcas mostradas são redondinhas. E os tiros parecem ter sido disparados de perto, porque o buraco é do mesmo diâmetro da bala. Quando é de longe, o buraco é mais largo, em razão da expansão da energia.

Obviamente, só a perícia pode resolver o enigma do “atentado”.

"ATENTADOS" QUANDO LULA ESTÁ EM BAIXA

SUSPEIÇÃO - SEMPRE QUE LULA ESTÁ EM MAUS LENÇÓIS, UM 'ATENTADO' O VITIMIZA

Não é a primeira vez que o PT fala em 'atentado' contra Lula

Jornalistas que estavam no ônibus não ouviram disparo, nem viram ninguém atirando, e só perceberam o buraco de bala chegando ao destinos e os petistas o apontando. (Foto: assessoria do PT)

Diário do Poder

Policiais experientes não descartam a hipótese de armação, no suposto atentado a tiros à caravana do ex-presidente Lula no Paraná, com o objetivo de “vitimizar” o político petista que vive a expectativa de votação, no Supremo Tribunal Federal (STF), do seu habeas corpus. Ele também anda em baixa em sua visitação a Estados do Sul, com moradores tentando impedir os comícios, expulsando-o aos gritos de “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”.

Três tiros teriam atingido dois dos três ônibus da comitiva, e o único a não ser perfurado por balas foi exatamente aquele que conduz o ex-presidente. Mas ele não estava no veículo porque fez o percurso de helicóptero. Um dos ônibus atingidos foi o que transportava jornalistas, claro, e o outro, com duas perfurações, levava “convidados”.

Os jornalistas estranharam porque não ouviram o disparo e somente perceberam o orifício supostamente produzido por bala quando chegaram ao destino e seguranças da comitiva e petistas chamaram atenção para os sinais do suposto atentado.

Os ônibus seguiam de Quedas do Iguaçu, no oeste do Paraná, para a cidade de Laranjeiras do Sul, quando segundo o PT os tiros foram disparados, mas nenhuma fonte independente os ouviu. Curiosamente, Lula já estava na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFSS), onde chegou de helicóptero.

PT do Paraná e seus 'atentados'


Também não está descartada a hipótese de que alguma pessoa tenha de fato atirado contra a comitiva, como afirmam os lulistas, mas a policia paranaense está habituada aos métodos do PT local, liderado pela senadora Gleisi Hoffmann, hoje presidente nacional do partido.

Em maio do ano passado, o PT denunciou um “atentado” contra sua sede em Curitiba. Durante a madrugada, claro, quando não havia ninguém. Não houve feridos, nem danos significativos. Nesse suposto atentado, segundo relato dos petistas, dois homens encapuzados teriam lançado duas bombas de coquetéis molotov contra o imóvel, no bairro São Francisco. O “atentado” jamais foi reivindicado, como é comum nesses casos, nem a policia pôde chegar a qualquer conclusão definitiva.

Como em outras ocasiões, Lula fez divular em seu twitter uma mensagem redigida pela assessoria: "A nossa caravana está sendo perseguida por grupos fascistas. Já atiraram ovos, pedras. Hoje deram até um tiro no ônibus". No palanque, ele fez discurso se comparando a Tiradentes.

‘Atentados’ quando Lula está em ‘baixa’

Opositores do PT chamam a atenção para o fato de Lula ser alvo de alguma forma de suposto “atentado” sempre que enfrenta maus bocados.

No começo de agosto de 2015, quando o ex-presidente enfrentava graves denúncias em operações como a Lava Jato, uma bomba foi jogada de um carro em movimento contra o portão do Instituto Lula, durante a madrugada, quando não há ninguém no local. Não houve estragos, nem feridos. Apenas barulho. Esse suposto atentado nunca pôde ser confirmado pelas autoridades que o investigaram.

Em outra ocasião, também em maio de 2017, o PT reclamou de rojões atirados contra um acampamento de apoio a Lula, na ocasião ainda sem sentença condenatória por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Rojões também teriam sido usados em outro “atentado” à sede do PT. Como em todos os casos, jamais houve feridos e nem sequer danos materiais. Mas serviram como uma luva à suposta intenção de desviar o foco e vitimar não apenas Lula como o partido.

Opositores do PT destacam que em todos os episódios envolvendo protestos contra Lua, na visita que ele faz a Estados do Sul, foram vistas armas apenas na cintura e nas mãos de seguranças do ex-presidente. A Polícia Civil promete investigar e chegar aos autores, tendo sido o atentado real ou simulado.

Na confusão da agressão a um jornalista do Globo, uma pistola apareceu na mão de um homem (à esq.) que atuaria na segurança do ex-presidente. (Foto: Ricardo Galhardo/Estadão)

terça-feira, 27 de março de 2018

ENTREVISTA DE MORO, RECORDE MUNDIAL DO ASSUNTO MAIS COMENTADO DO DIA

‘Espero que o STF tome a melhor decisão’, diz Moro sobre Lula

VEJA.com - Guilherme Venaglia

© Reprodução O juiz Sergio Moro participa do programa Roda Viva

O juiz federal Sergio Moro disse, na noite desta segunda-feira, que espera que “o Supremo Tribunal Federal tome a melhor decisão” no caso do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Moro não disse qual seria a “melhor decisão”, mas reiterou sua defesa da execução das penas após condenação em segunda instância.

Questionado se mandaria prender o petista, agora que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) recusou os embargos de declaração do ex-presidente, o juiz argumentou que é apenas “um cumpridor da ordem”. Lula tem um salvo-conduto do STF até a conclusão da análise do seu recurso, que deve ser retomada no dia 4 de abril. Caso o habeas corpus seja rejeitado, ele poderia ter a prisão decretada.

Em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, o juiz da Lava Jato citou a “ordem” do TRF4, em referência ao acórdão da condenação do petista a 12 anos e um mês de prisão. O documento do tribunal determina que, uma vez esgotados os recursos do ex-presidente em segunda instância, deve se iniciar o cumprimento da pena. “Tenho que cumprir a ordem do Tribunal Regional Federal”.

Áudio

Sergio Moro afirmou que “jamais pediu escusas” pela decisão de tornar público um áudio de uma conversa entre Lula e a então presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016. “Foi uma decisão que eu tomei pensando estar fazendo a coisa certa. O ministro Teori [Zavascki, relator da Lava Jato morto em 2017] entendeu que não e revisou.”

A conversa divulgada, em que Dilma diz a Lula estar enviando um intermediário com um documento “em caso de necessidade”, foi entendida como um combinado para que o ex-presidente tivesse um ato de posse como ministro-chefe da Casa Civil, que lhe garantiria foro privilegiado, caso Moro determinasse sua prisão. O caso levou o ministro Gilmar Mendes, do STF, a anular a nomeação de Lula para o cargo, anunciada no dia em que as gravações vieram à público.

Aos jornalistas que estavam na bancada do programa da TV Cultura, o magistrado disse não acreditar que haja um “acordão” para proteger o ex-presidente. “Eu não posso acreditar em uma hipótese dessa”, argumentou.

segunda-feira, 26 de março de 2018

DECISÃO UNÂNIME - CONDENAÇÃO DE LULA É MANTIDA

TRF-4 NEGA RECURSO DA DEFESA DE LULA

TRF-4 mantém condenação de Lula; petista ainda não pode ser preso até decisão do STF (foto: paulo pinto/fotos públicas)

Diário do Poder

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou por unanimidade o recurso da defesa de Lula contra a condenação em segunda instância. Em janeiro deste ano, o Tribunal decidiu pela confirmação da condenação e aumentou a pena do petista para 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá, São Paulo.

Com a decisão do TRF-4 desta segunda (26), Lula já poderia ser preso. No entanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu provisoriamente na semana passada pelo impedimento da prisão do petista até a próxima quarta (4), quando o Supremo julga o pedido de habeas corpus preventivo apresentado pela defesa.

Nos embargos protocolados em fevereiro deste ano, a defesa de Lula argumenta que a decisão do TRF-4 possui 38 "omissões em relação a elementos que constam no processo", 16 "contradições com os seus próprios termos" e cinco "obscuridades". Os advogados pedem ainda que as correções alterem “o resultado do recurso de apelação julgado em 24/01, com o reconhecimento da nulidade de todo o processo ou a absolvição de Lula".

O desembargador Gebran Neto, relator do caso, leu os itens apontados pela defesa e deu parcial provimento sem alterar a sentença. O magistrado retificou os pontos que tratam do nome da OAS. Os desembargadores Victor Laus e Leandro Paulsen acompanharam na íntegra o voto do relator.