domingo, 19 de novembro de 2017

DEMISSÕES EM MASSA ... NOS SINDICATOS

Empregados da CUT ameaçam greve contra programa de demissão voluntária

Central decide cortar 60% dos gastos com folha de pagamento


Diário do Poder

A CUT, que sempre se posiciona contra programas de demissão voluntária e estimula greves por essa razão nas empresas, agora alega, quem diria, a necessidade enxugar gastos com a folha de pagamento, "asfixiada" com o fim da obrigatoriedade do imposto sindical, decidida na reforma trabalhista que entrou em vigor no último sábado (11).

Com o programa de demissão, a CUT, que tem ao todo 178 empregados, quer cortar 60% das despesas com pessoal. Desse modo, o restante das atividades da central poderão ser mantidos.

Se até o dia 4 de dezembro, quando se encerra o PDI, o programa não tiver adesão, a CUT começará a demitir até que se alcance o percentual estipulado.

A redução na folha de pagamento não é uma medida apenas da CUT. Outros sindicatos estão tomando decisões semelhantes após o fim das contribuições sindicais obrigatórias. A Confederação Nacional dos Metalúrgicos é uma delas.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

DE MILHÃO EM MILHÃO, JUSTIÇA ESCANCARA A FORTUNA DO CHEÃO

PROCURADORIA PEDE BLOQUEIO DE R$ 24 MILHÕES DE LULA E DO FILHO

Estadão
(Fausto Macedo, Julia Affonso e Luiz Vassallo)


A Procuradoria da República, na Brasília, requereu à Justiça Federal o bloqueio de R$ 23,9 milhões do ex-presidente Lula e de um de seus filhos, Luiz Cláudio Lula na Operação Zelotes - processo contra o ex-presidente por suposto tráfico na compra dos caças Gripen. Os procuradores querem confiscar R$ 21,4 milhões do petista e mais R$ 2,5 milhões de Luiz Cláudio.

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal, de Brasília, mandou intimar Lula e Luiz Cláudio para se manifestarem sobre o pedido de bloqueio promovido pelo Ministério Público Federal.

Lula, o filho e o casal de lobistas Mauro Marcondes e Cristina Mautoni foram denunciados pelo Ministério Público Federal em dezembro do ano passado. Todos são acusado por 'negociações irregulares que levaram à compra de 36 caças do modelo Gripen pelo governo brasileiro e à prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos por meio da Medida Provisória 627'. O Estado revelou em 2015 o esquema de tráfico de influência e compra de Medidas Provisórias atribuído ao ex-presidente na Zelotes.

Os procuradores pedem ainda confisco de valores do casal de lobistas. O juiz Vallisney Oliveira também mandou Mauro Marcondes e Cristina Mautoni se manifestarem sobre o pedido da Procuradoria.

A Procuradoria da República afirma, na acusação, que os crimes teriam sido praticados entre 2013 e 2015 quando Lula, já na condição de ex-presidente, 'integrou um esquema que vendia a promessa de que ele poderia interferir junto ao governo para beneficiar as empresas MMC, grupo Caoa e SAAB, clientes da empresa Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia LTDA (M&M)'.

Em troca, afirma a denúncia, Mauro e Cristina, donos da M&M, repassaram a Luis Cláudio pouco mais de R$ 2,5 milhões.
(...)

terça-feira, 14 de novembro de 2017

PELEGADA VAI CHORAR, MAS NÃO VAI MAMAR

Deixa a pelegada chorar, fazer arruaça, queimar ônibus, fazer sabotagem em metrô, envenenar a cabeça de gente bobinha ..... o que importa é que não vão mais fazer farra com o dinheiro do trabalhador

TEMER NÃO VAI RESTABELECER O IMPOSTO SINDICAL

Para o governo, fim da contribuição obrigatória é definitivo

Fim do imposto sindical obrigatório é definitivo apesar do choro da pelegada

Não adianta chororô: o presidente Michel Temer decidiu não incluir, nas medidas de “revisão” da reforma trabalhista, o retorno da “contribuição” obrigatória que garantia à pelegada receita anual de cerca de R$3,5 bilhões. A contribuição sindical morreu, segundo um dos ministros mais influentes. Entre os ajustes previstos estão a desvinculação das indenizações do salário e entrega de comprovantes de FGTS e INSS. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Centrais sindicais, confederações, federações e sindicatos não estão obrigados a prestar contas de sua receita bilionária.

O Congresso aprovou lei submetendo entidades sindicais à fiscalização do Tribunal de Contas da União, mas o então presidente Lula vetou.

Há décadas o trabalhador é obrigado a dar um dia de trabalho ao “bolo” do imposto sindical. Agora, com a reforma, isso será voluntário.

O fim do dinheiro fácil que os sustentava e aos “mortadelas” levou os sindicalistas a promoverem protestos em todo o País. Serão inúteis.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

DINHEIRO 'ESQUECIDO' PODE TER SIDO LEVADO POR ROSE, 'AMIGA' DE LULA

DINHEIRO SEM DONO PODE TER SIDO LEVADO A PORTUGAL POR 'ROSE', AMIGA ÍNTIMA DE LULA
        

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

DINHEIRO EM BANCO FALIDO PODE SER DE PETISTAS

MILHÕES ABANDONADOS - PORTUGAL APURA SE É PETISTA PARTE DE €40 MILHÕES ABANDONADOS


Autoridades portuguesas investigam se pertencem a políticos brasileiros ao menos parte dos 40 milhões de euros (R$153 milhões) abandonados no Banco Espírito Santo (BES), que faliu. Os titulares dos investimentos não apareceram. A Comissão de Liquidação os procura desde agosto de 2016. O BES mantinha relações promíscuas com próceres da era Lula, como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Presidente do BES por 20 anos, Ricardo Salgado contou ao Ministério Público português que pagava propina mensal de R$100 mil a Dirceu.

A “mesada” ao ex-braço direito de Lula era para ajudar a Portugal Telecom na compra da brasileira Oi, durante o governo do PT.

A suspeita é que o dinheiro “abandonado” tem origem suja. Está em outros bancos, em “contas jumbo”, cujos titulares não são identificados.

O Ministério Público de Portugal investiga as relações de executivos do país com políticos petistas, especialmente Lula, na Operação Marquês.

PT RETALIA LAVA JATO PELAS CONDENAÇÕES DE PETISTAS

PT VOTA CONTRA PEC QUE DÁ INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA À POLÍCIA FEDERAL


Diário do Poder

Deputados do PT, e dos partidos anexos, se posicionaram contra a admissibilidade da PEC 412, que dá autonomia financeira e orçamentária à Polícia Federal, durante reunião na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara nesta terça. "Não querem nem discutir", disse um parlamentar favorável.

A rejeição ao projeto foi classificada por outros parlamentares como retaliação aos avanços das investigações no âmbito da operação Lava Jato. "Todos nós sabemos do sistema podre que está aí e da tramoia para tentar enfraquecer a operação Lava Jato", disse o deputado Éder Mauro (PSD-PA).

Nos discursos anteriores, os deputados Luiz Couto (PT-PB), Chico Alencar (Psol-RJ) e Wadih Damous (PT-RJ) atacaram a PEC como uma tentativa de criar um novo Poder. Para Damous, a PEC é uma "ameaça ao estado democrático de direito", repetiu o mantra petista.

Os parlamentares lembraram que, enquanto estava no governo e no comando da PF, o PT usava um discurso de fortalecimento da instituição, mas assim que as investigações começaram a resultar em condenações de políticos do partido, o PT abandonou, subitamente, o apoio.

Quando a derrota ficou clara, o deputado Paulo Teixeira (PT) apresentou requerimento para adiar a votação por cinco sessões. Em votação, a CCJ aprovou o requetimento e deve retornar ao assunto antes do recesso.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

LULA AMARELOU COM COCALEIRO, TEMER NÃO

TEMER MANDA ADVERTIR MORALES SOBRE DECLARAÇÕES HOSTIS EM SUA VISITA

VISITA SERÁ CANCELADA CASO SE ELE INTROMETA NA POLÍTICA INTERNA



O presidente cocaleiro boliviano Evo Morales, que é amigo do ex-presidente Lula, foi advertido de que o governo brasileiro cancelará sua visita em caso de hostilidades na agenda ou em caso de declarações sobre política interna brasileira. Sua visita, semana passada, foi adiada de última hora em razão dos problemas de saúde que resultaram na cirurgia do presidente Michel Temer. Nova data vem sendo negociada. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

“Soubemos de um ato político e avisamos que isso não seria bem recebido”, informou fonte altamente qualificada do Palácio do Planalto.

A advertência do Brasil à Bolívia, clara, dispensou carta ou ofício: foi tema de conversa entre diplomatas de ambos os países.

Morales é do grupo de semi-ditadores populistas “bolivarianos”, aliados do PT, que usam a democracia para destruí-la e se manter no poder.

Morales tem afrontado o Brasil desde sua posse, desde quando invadiu com tropas a refinaria da Petrobras, de R$5 bilhões, e a “nacionalizou”.

domingo, 5 de novembro de 2017

LULA TEM NOVA NAMORADA E NÃO É ROSE. É UMA LOIRA...



VEJA

Na cúpula do PT todos já sabem que o ex-presidente Lula anda se relacionando com uma mulher loira. 

Aliás, os dirigentes petistas mais próximos de Lula, são todos cumplices do novo caso do ex-presidente.

A mesma cumplicidade que acobertou todos os episódios de favorecimento a Rose Noronha, quando dona Marisa ainda era viva.

Agora, não obstante a viuvez, todos acham ainda cedo para que o novo namoro seja revelado.

Acreditam que caso Lula consiga ser candidato, vai precisar explorar emocionalmente o episódio do falecimento de dona Marisa e, assim sendo, a revelação de uma namorada pode ofuscar a força da encenação.

sábado, 4 de novembro de 2017

PERSONA NON GRATA - BOLIVIANO TOMOU NOSSA REFINARIA, LULA AMARELOU

TEMER DEVERIA RECUSAR A VISITA DE EVO MORALES AO BRASIL

TROPAS BOLIVIANAS INVADEM A REFINARIA DA PETROBRAS E DECRETAM SUA "NACIONALIZAÇÃO".

A inesperada cirurgia do presidente Michel Temer gerou uma notícia positiva: poupou o Brasil da visita do presidente cocaleiro da Bolívia, Evo Morales, que surrupiou uma refinaria da Petrobras, onde os brasileiros otários investiram mais de R$5 bilhões. Pior: o afano contou com a anuência do então presidente Lula, conforme ele mesmo lembrou ao ser visitado por integrantes do governo boliviano. Com a cirurgia, a visita de Morales foi “adiada”. A nova data não foi definida. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O Brasil desperdiçou na refinaria boliviana dinheiro suficiente para construir ao menos 770 escolas de grande porte e 230 hospitais.

Em vídeo com o vice-presidente boliviano, Lula contou ter sido avisado por Morales, ainda candidato, que nos tomaria a refinaria da Petrobras.

Lula até elogia adversários no vídeo, ao afirmar que a “elite retrógrada” não aceitaria, como ele aceitou, a tunga da refinaria de R$5 bilhões.

Se não pelas afrontas ao Brasil, Morales deveria ser persona non grata por “déficit democrático”: ele subjugou a Bolívia ao seu autoritarismo.

Veja o vídeo em que Lula confessa como entregou o patrimônio da Petrobras aos bolivianos: